- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
- - -
° 6.000 publicações <> 1.750.000 visitas <> Maio 2020 °
- - -
° POR QUESTÕES DE FUNCIONALIDADE EXISTEM ÍNDICES DIVIDIDOS EM 2/3 COLUNAS // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° fadopoesia@gmail.com °

.

Meu limão de amargura

Ary dos Santos / Alain Oulman
Repertório de Amália 
No livro de Ary *As palavras nas cantigas* este poema está publicado com o título

*Meu amor, meu amor*

Meu amor, meu amor
Meu corpo em movimento
Minha voz á procura do meu próprio lamento
Meu limão de amargura
Meu punhal a crescer
Nós paramos o tempo, não sabemos morrer
E nascemos, nascemos, do nosso entristecer

Meu amor, meu amor
Meu pássaro cinzento
Meu nó de sofrimento
Minha mó de ternura, minha nau de tormento
Este mar não tem cura
Este céu não tem ar
Nós paramos o vento, não sabemos nadar
E morremos, morremos, devagar, devagar