- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Contraste

Letra António Vilar da Costa
Desconheço se esta letra foi gravada.
Transcrevo-a na esperança de obter informaçâo credivel


Homem velho e mulher nova
Dão-me sempre esta impressão
Do inverno a ir prá cova
Co’a primavera p’la mão


Casaram: infeliz lembrança
Vejo-os todas as manhãs
Ele já de níveas cãs
Ela de alourada trança;
O vulto alegre da esperança
A par da desilusão,
Ele a treva, ela o clarão
Da vida que se renova
Homem velho e mulher nova
Dão-me sempre esta impressão


Ela a espargir sorrindo
Alegria desprendida
Ele a querer prender a vida
Que aos poucos lhe vai fugindo;
Impressiona, mas é lindo
O quadro, a triste visão
Que a minha imaginação
Sempre ao vê-los põe à prova
Do inverno a ir prá cova
Co’a primavera p’la mão