- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Prelúdio

David Mourão Ferreira / José Campos e Sousa
Repertório de António Pinto Basto

Tombam secretas madrugadas
E rios densos de pavor
De tuas pernas devassadas
Por meu instinto e meu amor

Em teus joelhos levantados
Tocam as pontas de uma estrela
Quaisquer receios de pecados
Empalidecem à luz dela...

E as tuas ancas repousadas
Para que o meu corpo se concentre
Esperam, cativas, que as espadas
De amor, se cravem no teu ventre