- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Coisa assim

Amélia Muge
Repertório de Mafalda Arnauth

Se eu morrer d'amor por ti / Ai leva-me a enterrar
Dentro daquela careta / Que fizeste numa hora
Em que me estavas a olhar / E a rir te foste embora;
E eu quase vi o meu fim
Se eu morrer ou coisa assim
Faz desse riso um cantar / Para te lembrares de mim

Neste corpo dimensão / Que volume tem a crença
Qual a forma da diferença / A altura da paixão
A medida do valor / A largura da razão;
A proporção do amor
Qual o tamanho do medo
A geometria da mão / O que é que nos mede a dôr

Disse-te adeus, quem diria / Eu até nem dei por nada
E digo mais, nem sabia / De história tão mal contada
Nem mentira, nem verdade
Mas como é que isto se sente;
É como se o tempo, um dia / Descobrisse a realidade
E aprendesse de repente / A ficar eternidade