- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.365 LETRAS <> 2.245.800 VISITAS <> AGOSTO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Eu sei que sou demais

Letra e música de Joaquim Pimentel
Repertório de Ricardo Ribeiro
Tema adaptado do original de Alice Maria

Eu sei que sou demais na tua vida
Eu sei que nem me vês tão apagado
Apenas uma sombra indefinida
O resto de voz triste, condenada;
Eu sei que sou demais na tua vida
De tudo quanto fui, não sou mais nada

Ai quem me dera prender o teu futuro
E uni-lo ao meu, assim de tal maneira
Como a hera verde se prende ao velho muro
E ali fica pela vida inteira


Eu sei que estou a mais no teu caminho
Eu sei que nada tens para me dar
E sei que nesta luta estou vencido
Por outro amor que tens no meu lugar;
Mas sei amor, que eu… da minha vida
Ninguém, jamais ninguém, pode apagar