- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Esta cidade e o fado

Carlos Baleia / Daniel Gouveia
Repertório de Daniel Gouveia 

Gosto de ser deste povo
Fruto de uniões bizarras
Que parte e volta de novo
E ouve o choro de guitarras

Trinados de nostalgia
E voz que sabe sofrer
Dão à Bica e Mouraria
A sua forma de ser

Nasceu duma teia e sem dar por isso
Canto de sereia lançou-lhe feitiço
Sem quatro caminhos, nem rezas de encanto
Com muito carinho e algum quebranto;
De noite aparece envolto em magia
Logo que amanhece perde a fantasia
Não usa maldade, não tem mau-olhado
É voz da cidade e chama-se fado

Lisboa que não desiste
De sorrir ao seu passado
Põe um ar sombrio e triste
Quando o fado anda calado

Gosta de ser da cidade
Que sendo uma feiticeira
Logo que chega a saudade
Põe o xaile e é cantadeira