- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Maria da Graça

Letra e musica de Artur Ribeiro
Repertório de Carlos Ramos

Maria da Graça infinda / Era a mais linda das raparigas
Deixava sempre, ao passar / Frescas no ar, lindas cantigas

Mas uma tarde abalou / E regressou já noite morta
Desde então, que sina a sua / Dizem na rua de porta em porta

Já foi Maria da Graça
Já teve graça ao passar
E agora quando ela passa
Nem graça tem no andar
Entrou com ela a desgraça
No dia em que ele a deixou
Já foi Maria da Graça
Mas só Maria ficou

Tem um filhinho pequeno / Muito moreno, que atira ao pai
E adoça um pouco o desgosto / Beijando o rosto de sua mãe

Conserva o seu ar infindo / E um fogo lindo nos olhos belos
Mas o sol, quando ela passa / Já não esvoaça nos seus cabelos