- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.520 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Para cá, para lá

Amélia Muge / Fernando Alvim
Repertório de Pedro Moutinho

E passas tu, para cá, para lá
E o tempo encalha; que descompasso
Bailando no meu desejar
Teu olhar faz parar o meu passo

E passas tu, para cá, para lá
Apressam-se as horas, deixam-me aqui
Já vou onde sítio não há
Ando à roda, parada, à procura de ti

Está aqui ou ali / Já não sei se algum sítio averá
Onde eu possa dizer / De certeza que aqui não está

E num segundo até posso apostar
Que até já dei a volta ao mundo
Já ando no céu a boiar
E já voo no mar mais profundo

E passas tu, para cá, para lá
E eu no meio tão baralhado
Meus olhos já estão revirados
Para cá, para lá, cada um p’ra seu lado