<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Covilhã cidade neve

Joaquim Pedro Gonçalves / Nóbrega e Sousa
Repertório de Amália Rodrigues

Covilhã cidade neve / Fiandeira alegre e contente
És o gesto que descreve / Um passado heróico e valente

És das Beiras, a raínha / O teu nome é nome de povo
És um beiral de andorinha / Covilhã, tu és sangue novo

De manhã quanto te levantas
De briosa vais p’ro tear
E os Hermínios que tu encantas
Vestem lã para te namorar;
Teu pastor nos montes vagueia
Dorme á noite em lençol de neve
Ao serão teces longa teia
P’ro teu bem que de longe te escreve

Covilhã cidade flor / Fruto agreste de cantaria
Em ti mora o meu amor / E em ti nasce um novo dia

Covilhã és linda terra / És tal roca bailando ao vento
Em ti aura quando neva / Covilhã tu és novo tempo