- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado das sedes

Maria Duarte / Custódio Castelo
Repertório de Cristina Branco

Há muito que tenho sede
Sede que me faz gritar
A esmola da gota dágua
Que ninguém tem pra me dar

Há em mim sedes de agosto / Da água que não correu
Das flores que secam nos vales / Sede que a sede me deu

Tenho as sedes das searas / E das crianças sem mãe
Tenho sede, tanta sede / Da água que nunca vem

Eu tenho a sede das fontes / Que correm para ninguém
Tenho sede de outras sedes / Da sede que a sede tem