- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Esta noite - Ana Moura

Jorge Fernando / Alfredo Marceneiro *marcha do marceneiro*
Repertório de Ana Moura

Esta noite saio à rua
Não vou carpir mais as mágoas
Neste meu quarto fechado;
O que no peito se amua
São dores, e eu triste trago-as
Na boca em forma dum fado

Esta noite não me escondo
Entre as mãos trémulas frias / Da solidão a buscar-me
Sai-me do peito redondo
Um suspiro e as agonias / A que não quero mais dar-me

Esta noite não reclamo
A luz sombria do quarto / Em que a mágoa se acentua
Ponho de parte o que eu chamo
A dor de um passado ingrato / Esta noite saio à rua