- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Disfarces

Fernando Farinha / Franklim Godinho
Repertório de Fernando Farinha

Ás vezes, é um disfarce
O ódio que a gente sente
É a saudade a lembrar-se
De quem se esquece da gente

Há quem queira mascarar-se / Com risos de felicidade
O riso não tem verdade /
Ás vezes, é um disfarce

O amor que se mostra ardente / Nem sempre tem mais valor
Ás vezes, tem mais amor /
O ódio que a gente sente

Quase sempre a criticar-se / Alguém, a quem se quis bem
Não é ódio nem desdém / É a saudade a lembrar-se

Tudo é simpes e aparente / Mas a maior crueldade
É nós sentirmos saudade / De quem se esquece da gente