- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Eu sou filha de Lisboa

Maria de Lourdes Carvalho / Maximiano de Sousa
Repertório de Ada de Castro

Tive por berço o Castelo, que é belo
Meu padrinho foi São Jorge, com fé
Tenho a honra por brasão
No nome que alguém me deu;
É o fado o meu condão
Que a glória conheceu;
Eu sou filha de Lisboa
E Lisboa ali nasceu

Vivo mais quando é de noite
Embalada p'lo luar que o Tejo torna de prata
Sinto mais nas madrugadas
Onde a voz do fado minha alma enamorada

E nos bairros correm sonhos
Vivo eu a mocidade
Poetas cantando vida
Fadistas cantam saudade