- - - - - - - - - -

- - - - - - - - - -
- - - - - - - - - -

° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

6.170 LETRAS PUBLICADAS // 1.970.000 VISITAS // OUTUBRO 2020

Atingido este valor // Que me faz sentir honrado // Continuo, com amor // A ser servidor do fado.

-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Existem (pelo menos) 80 letras publicadas que nao constam do índice.

Caso encontre alguma avise-me, por favor.

Se não encontra o Fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido.

Alma Rosa

Porque o fado é mesmo assim
Homenagem do poeta António Torre da Guia

Sei muito bem como foi
Sei muito bem como era
E se a saudade me dói
Penso que foi a Severa

Nela recordo, saudoso
Entre faustos e ralé
Os Condes de Vimioso
E os Chicos do Cachiné

Era ALMA era ROSA
Era fado mais além
Desfolhou-se desditosa
Porque era mulher também

Entre os votos da alegria
E da tristeza, enfim
Ela foi o que eu seria
Porque o fado é mesmo assim