<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Pimentinha, pimentão

Ary dos Santos / Nuno Nazareth Fernandes
Repertório de Maria Armanda 

Pimentinha como eu quero / Leva sempre um grão na asa
Pois a pimenta é tempero / Que se deve ter em casa

Pimenta tal como a vejo / Pode ser branca ou ser preta
Quando tu me dás um beijo / És a minha malagueta

Piri-piri, pimentão
És o conduto bastante
Para que o meu coração 
Também me saiba a picante
Tens um travo amargo e doce 
Tal e qual como o cravinho
Ai quem me dera que eu fosse 
Trincada devagarinho

Se às vezes estás descontente / Eu também não estou feliz
Quando a gente não se entende / Sobe a mostarda ao nariz

Os teus olhos, noz-moscada / Ralados no meu olhar
Sabem sempre a madrugada / A petiscos pra provar

No moinho da pimenta / Que é o nosso dia-a-dia
Há sempre um grão que nos tenta / E às vezes arrepia

Também há pimenta verde / Pimenta da cor da esperança
A pimenta que faz sede / Do amor que não se cansa