- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amor na praia

Torre da Guia / Alvaro Martins *fado laide* 
Repertório de Adelaide Madrugada 

Os nossos corpos marcados sobre a areia
Marcaram bem o amor que fizemos
Enquanto o mar descia a maré cheia
Dos belos sonhos que um dia tivemos

Até as ondas pareciam revoltadas
Por se dobrarem em cachões de espuma
Como soubessem estarem condenadas
A morrer na praia uma a uma

Os nossos passos desfeitos no regresso
Abandonaram a praia profanada
Com os sinais do amargo retrocesso
Daquela amor que demos para nada

Passos distantes, no fim já separados
Pelo confronto unido da partida
Que o mar tornou motivos apagados
Como se ali jamais houvesse vida