- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A cor dos olhos

Linhares Barbosa / Frederico de Brito *fado artilheiro*
Repertório de Hélder Moutinho
Transcrevi este tema a partir da gravação do H. Moutinho, na versão de
Manuel de Almeida esta letra aparece atribuída a Domingos Gonçalves da Costa

Dizem que os olhos leais
São os castanhos, pois bem
Conheço uns olhos fatais
Que são castanhos também

Olhos negros, negra cruz / Quem o disse concerteza
Não vê qua a noite sem luz / Também tem sua beleza

Olhos azuis, falsidade / Errou quem isso escreveu;
Como pode haver maldade / Nuns olhos da cor do céu?

Com os olhos verdes, cautela / Ninguém de deixe embalar
Lembra o mar e porcela / É irmã gémea do mar

Não há resposta acertada / Que traduza bem a cor
Dos olhos da nossa amada / Se andamos cegos de amor