- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

O sorriso das águas

João Monge / Carlos Neves *fado tamanqinhas*
Repertório de Aldina Duarte

Já não tenho um lenço branco
Nem pranto de despedida;
Tanto barco me deixou
Até o Tejo secou
Dentro de mim toda a vida

Eu já mordi a saudade / Para salvar o coração
O amor que me morreu / De certeza renasceu
Com uma outra pulsação

Atirei pedras ao Tejo / Com raiva das minhas mágoas
Eram ciúme e vingança / Mas as pedras de criança
São o sorriso das águas

As rosas nascem na terra / E morrem direito ao céu
Tudo é luz e é nascente / Tudo é luto e é poente
E tudo isto sou eu