- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amália, o teu nome

Tributo de
Mário Raínho

E toda a nossa terra se vincava
Nos traços do teu do rosto, ó Portuguesa
Se a tua voz, de versos, nos chorava
Num fado que nos rasgava a tristeza

E toda a nossa terra era pequena
Prá grandeza tamanha de quem eras
Campo de rosmaninho, urze e verbena
E as flores, todas, de muitas primaveras

E toda a nossa terra se vestia
Das mais garridas cores do folclore
Desde o vira ao malhão quem não sabia
Qualquer cantiga tua, já de cor?!.

E toda a nossa terra disse adeus
No dia em que de ti tivemos fome
E com lágrimas, na voz, ergueu aos céus:
Amália, quis Deus que fosse o teu nome!!!