- - -

- - -
° Caro visitante, existe 1 minuto de interregno entre a identificação dos intérpretes °
Loading ...
° 6.020 Letras Publicadas ° 1.800.000 Visitas ° 10.07.2020
- - -
° Procure a letra do Fado // Pelo título correto // E veja aqui publicado // O seu Fado predileto; // Se não encontra o seu fado preferido // Envie, por favor, o seu pedido °
- - -
° Por questãoes de funcionalidade existem índices divididos em 2/3 colunas // Os fados de Coimbra e os Humorísticos estão em colunas isoladas °

.

Meia-noite fadista

Nuno Lorena / José Marques *fado triplicado*
Repertório de António de Noronha

Meia-noite, uma lanterna
Um degrau, uma taberna / E a petisqueira sublime
Ainda impera o tacão
No estilo da tradição / Que a fadistagem imprime
E ainda é uso, ao balcão
Que à chama do cangirão / A velha guarda se arrime

Meia-noite, o caprichar
Duma guitarra a trinar / Em mão fadista, certeira
Uma vela meia ardida
Uma garrafa bebida / E uns olhos de camareira
Na parede colorida
Um cartaz duma corrida / E um chaile de cantadeira

Meia-noite, uma lembrança
E o rebrilhar duma trança / É lume que mais fascina
E o cantar é a preceito
No rigoroso perfeito / Que a velha escola ensina
Tem o fado o seu conceito
O faia tem o seu jeito / Tem a gente a sua sina

Meia-noite e há discussão
Mas põe fim à confusão / Uma voz que o fado entoa
Gente boémia e fadista
Aventureira e artista / A pedir outro Malhoa
Gente vária e bizarrista
Mas só um ponto de vista / A tradição de Lisboa