- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Ironia

Armando Neves / Alfredo Marceneiro *fado louco*
Repertório de Alfredo Marceneiro

Na vida de uma mulher
Por muito séria que a tomem
Há sempre um homem qualquer
Trocado por qualquer homem

O homem com dor sentida / Ou com sentido prazer
Deixa pedaços de vida / Na vida de uma mulher

Embora terna e amante / Jurando amar um só homem
A mulher não é constante / Por muito séria que a tomem

Tanto vale a mulher bela / Como a mais feia mulher
Perdido de amor por ela / Há sempre um homem qualquer

E por mais amor profundo / Por mais juras que se somem
Há sempre um homem no mundo / Trocado por qualquer homem