- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Perdoa

Letra de Domingos Gonçalves da Costa
Desconheço se esta letra foi gravada.
Transcrevo-a na esperança de obter informaçâo credivel


Que grande mistério existe
Neste amor, em que pressinto
Toda a cruz do meu viver
Se não te vejo, ando triste
E assim que te vejo, sinto
Desejo de não te ver

E na estranha sedução
Que traz meu coração preso / À mais cruciante dor
Surge esta contradição
Amo muito o teu desprezo / E desprezo o teu amor

Hoje, que tudo acabou
Nas condições mais nefastas / Apenas por teu desejo
Como és livre e eu livre sou
Quanto mais de mim te afastas / Mais perto de mim te vejo

Não deixes que ande carpindo
Mais esta dor, se quiseres / Podes-me chamar cobarde
Mas sabes que estou mentindo
Vem hoje já, se puderes / Que amanhã pode ser tarde