- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Fado novo do Chiado

Hélder Moutinho / António Neto
Repertório de Hélder Moutinho

Já se vão erguendo as cores desta cidade
No teu rosto de luar adormecido
Já se deita o sol amargo da saudade

Num poema que jamais será esquecido

O teu corpo tinha tons de madrugada
Rosa velha de ternura ao abandono
Mas a rua mais que nova, do Almada
Anuncia que é mais branco o teu outono


Ainda bem Chiado, ainda bem
Que deixaste que o teu sonho
Fosse muito mais além


Venham todos, venham ver este Chiado
Que se enche de alegria novamente
Venham todos, não se lembrem do passado
Que o Chiado já tem luz p'ra toda a gente

Venham todos ver o cheiro das quimeras
Que se esparsa nesta aragem que é do povo
Mil poetas anunciam primaveras
Venham todos que o Chiado já está novo