<> Canal de Rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça a Rádio Bocas do Fado

<> <> <>
Este espaço foi criado <> Com grande dedicação <> Por alguém que faz do fado <> A sua religião.

<> <> <>
As 5.845 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

Vou querer saber de mim

Letra e música de Diogo Clemente
Repertório de Carolina 

Não foi assim que nos foi dito pra viver
O que a nós mesmos prometemos, era nosso
Não era andar pelos teus sonhos e obedecer
Não era só morar em ti, porque não posso

Pedi-te tantas vezes que viesses
Com olhos de criança arrependida
E vieste até ao fundo da minh’alma
E assim me vais matando e dando vida

Olhei pra mim do alto imenso dos teus olhos
E eu era sombra, e tão pequena ali no chão
Tu eras todo o mar azul… e eu os escolhos
Eras o corpo inteiro… e eu só coração

Perdemos p’lo caminho o que era meu
Do amor já nada vejo, nada sei
E sigo a perguntar: que aconteceu
Vou querer saber de mim, onde fiquei