- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lado a lado

Nóbrega e Sousa / Jerónimo Bragança
Repertório de Tony de Matos

Somos dois caminhos paralelos
Vamos pela vida, lado a lado
Doidos que nós somos, loucos que nós fomos
Nem sei qual é de nós mais desgraçado

Lado a lado, meu amor, mas tão longe
Como é grande a distãncia entre nós
O que foi que se passou e
ntre nós os dois, que nos separou?
Porque foi que os meus ideais m
orreram assim, dentro de mim?
Ombro a ombro tanta vez, mas tão longe
Indiferença entre nós, quem diria?
Custa a crer que tanto amor, t
ão profundo amor, tenha acabado
E nós ambos sem amor... lado a lado

Fomos no passado, um só destino
Somos um amor desencontrado
Doidos que nós fomos, loucos que nós somos
Nem sei qual é de nós mais desgraçado