- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A última canção

Angelo Freire / Angelo Freire e Pedro Soares
Repertóriode Sandra Correia

Noite, céu que me alimenta a solidão
Noite, peço ao vento a voz do coração
Noite, quando a vida pesa em pensamentos vãos
Entrega as tuas mãos e dá-me o teu perdão
Não sei se o tempo cura as feridas da ilusão

Não sei de mim p’ra te encontrar
Viajo em nós p’ra te mostrar
Que a noite em mim
Faz nosso amor ser mais verdade
Quero que saias lentamente
Para que eu não te sinta ausente
E te prender
Ao doce encanto da saudade

Sinto, que a vida me deu amor
Tanto, que o meu céu ganhou mais cor
Espero p’la saudade intensa a cantar só para nós
Para não estarmos sós, deixa-me ouvir-te a voz
Que o meu silêncio te embale ao som da madrugada