<> Existe um espaço de 20 segundos entre o começo do Fado e a sua identificação <>
Loading ...
<> <> <> <> <>
Vai certamente encontrar // Algumas incorreções /:/ Se quiser, pode ajudar // Com boas informações.

<> <> <> <> <>
As letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <> <> <>
A seguir aos índices encontrará uma lista aconselhável de FONTES de FADO !!!

<> <> <>

<> <> <>
5.880 LETRAS // 1.500.000 VISITAS // DEZEMBRO 2019

Morrendo em saudade

António Campos / Jorge Canêde
Repertório de Luísa Salgado

Já não há manhãs de sol / Nem noites enluaradas
Já não canta o rouxinol / Anunciando alvoradas

A ponte já não murmura / O rio secou o leito
Só ficou esta amargura / No vazio do meu peito

Partiste…
Meus olhos choram sem pranto
A vida perdeu o encanto
Nem o sol tem mais calor
Partiste…
É tao amarga a verdade
Eu vou morrendo em saudade;
Quando voltas meu amor?

Já no outono da vida / Em noites de tempestade
Sou uma folha caída / Levada pela saudade

Não há mais nada de meu / Nem lágrimas p’ra chorar
Não há estrelas no céu / Nem há beleza no mar