- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Pássaro do cais

Hélder Moutinho / Paulo Valentim
Repertório de António Rocha


Só tu podes dizer-me o que é Lisboa
Pintada pela cor do teu olhar
Desde a velhinha Sé à Madragoa
Com traços de ternura no andar

Só tu podes dizer o que é o cais
Pintado pelo povo da saudade
O homem que apregoa mil jornais
Que pintam de palavras a cidade

À noite, nas vielas do pecado
Extingue-se o pregão duma varina
Só tu podes dizer-me o que é o fado
Sentido no virar de cada esquina

Só tu podes dizer-me o que é o Tejo
Dos sonhos que regressam do passado
Só tu podes dizer-me o que não vejo
Gaivota da manhã neste meu fado