- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.520 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Perfeito pecado

Mário Raínho / Armando Machado *fado cunha e silva*
Repertório de Maria Emília Reis

Só tu conheces bem a minha alma
Ninguém te leva a palma, dentro dela
Dás-me, amor, o silêncio que me acalma
E pões meus gritos d’alma à janela

Amante, das ´strelas e da noite
Pernoite é o meu peito, onde acordado
Te ergues e não há ninguém que afoite
O que dizes em mim, meu adorado

Eu sou essa ternura que me dás e se mistura
Nesse olhar de tristeza que tem a sua beleza
Sou também a palavra que na minha voz é escrava
Sou a saudade atroz de quando juntos, somos sós
Eu sou, somente essa solidão
Só por ti, na multidão, caminho, incerto e errante
Pois tu, ó meu perfeito pecado
Amor alegre e chorado, és meu fado, amigo e amante

Os versos, com que beijas minha boca
São rosas de toucar avermelhadas
Se os canto, saio de mim como louca
E estas palavras choram-se cantadas

Não posso mais calar esta loucura
Porventura o destino quer-me assim
Andando a vida inteira à procura
De ti, que vives só e para mim