- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

No amor do teu nome

Aldina Duarte / Martinho d’Assunção *fado alexandrino*
Repertório de Aldina Duarte

Em nome da alegria, as rosas não morreram
No muro arruinado à beira da estação
São elas, neste dia, as vozes que trouxeram
O nosso amor deitado aos pés do coração

À luz da nossa infância contámos as estrelas
Na serra onde o luar aquece a flor-de-lis
Resistem na distância as histórias mais belas
Ninguém há-de apagar um amor que foi feliz

Na árvore dos segredos, os versos desfolhados
No princípio do fim, o som da despedida
Fantasmas e enredos pelos bosques cercados
No teu nome rompi as margens do passado