- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Cavalo ruço

Paulo José Carvalho Vidal / Frederico Valério
Repertório de Nuno Camara Pereira

Eu tive um cavalo ruço

Que se chamava gingão;
De uma capona bravia

Que eu queria e sentia
Como a um bom irmão

Era o cavalo mais lindo / Que nasceu no Ribatejo
Eu nunca tive outro assim

Tão manso que enfim / Ainda o desejo

Saltava que era um primor
/ Tudo fazia com graça
Era bom a tourear

A derribar sem vacilar / No campo ou na praça

Corria lebres com gosto / E nenhum galgo o passava
E quando o viam a correr

Com prazer, sem sofrer / A todos pasmava

A brincar lá na lezíria
/ O iam admirar
Ainda parece que o vejo

Á beira do Tejo / A correr e a saltar

Foi um toiro que o matou / Num dia de infelicidade
Eu nunca mais montei

Nem sei se o farei / Tal é a saudade