- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.580 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Com que voz

Luiz de Camões / Alain Oulman
Repertório de Amália


Com que voz chorarei meu triste fado
Que em tão dura paixão me sepultou
Que amor não seja a dor que me deixou
O tempo de meu bem desenganado

Mas chorar não estima neste estado
Aonde suspirar nunca aproveitou
Triste quero viver, pois se mudou
Em tristeza, a alegria do passado

Assim a vida passo descontente
Ao som nesta prisão do grilhão duro
Que lastima ao pé, que a sofre e sente

De tanto mal, a causa é amor puro
Devido a quem de mim tenho ausente
Por quem a vida e bens dele aventuro