- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Bendito amor *Jr Fernando*

Letra e musica de Jorge Fernando
Repertório do autor

Não há riso, não há mágoa / Não há escuro, não há cor
Há no peito a velha estrada / Que se alonga para a dôr

Não há zelo nem desprezo / Não há seca, não há rio
Só a voz pede silêncio / P'ra se ouvir neste vazio

Fosses meu, todo meu, bendito amor
Ditosa flor do meu chão
P'ra não ter de sofrer, bendito amor
A eterna dôr do teu não

Não há sorte, não há morte / Não há anjo redentor
Há apenas este fado / Obstinado em ser menor

Não há som, não há palavras / Não há quente, não há frio
Há apenas este nada / De me achar neste vazio