- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Loucura *é loucura ser fadista*

Alfredo Duarte / Júlio de Sousa *fado loucura*
Repertório de Alfredo Duarte

É loucura, ser fadista
Doença que não tem cura / Herança dum pai artista
Hei-de honrar sua carreira
No fado vou acabar / Quer ele queira ou não queira

Chorai, chorai guitarras amantes minhas
Na Casa da Mariquinhas, já tudo foi leiloado
E se é loucura noitadas mulheres e vinho
Eu tenho sempre um cantinho no manicómio do fado

Deixa o vício, o meu pai disse
Filho, volta ao teu ofício / Deixa lá a fadistice
Filho meu, negro fado
Meu cabelo enegreceu / E a malta diz que é pintado