-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores dos temas aqui apresentados.
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* 7.350' LETRAS <> 3.257.500 VISITAS * MAIO 2024 *

. . .

Adormeceu a Mouraria

Letra de Moita Girão
Desconheço se esta letra foi gravada
Transcrevo-a na esperança de obter informação credível

Letra transcrita do livro *Poetas populares do fado tradicional* de
Daniel Gouveia e Francisco Mendes


A chuva vai caindo na calçada
Calou-se uma guitarra que gemia
Apagou-se uma luz de madrugada
Adormeceu a velha Mouraria


O vento geme num triste assobio
Pela viela não se enxerga nada
Suavemente, num chorar macio
A chuva vai caindo na calçada

Numa garganta rouca, o fado chora
Como se fosse doce melodia
E na taberna que fechou agora
Calou-se uma guitarra que gemia

Um faia passa, num gingar piela
Uma mulher arrasta a cruz pesada
Num rés-do-chão fechou-se uma janela
Apagou-se uma luz de madrugada

Fechou-se agora o último postigo
Tudo é silêncio, nesta noite fria
À luz do gás dum candeeiro antigo
Adormeceu a velha Mouraria