- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

À beira do cais

Manuel Viegas / António José
Repertório de Dina do Carmo


Esse bando de gaivotas / Brincando em cada maré
Este mar de água parada / Que alimenta a minha fé

Os barcos que vão chegar / Os barcos que vão partir
Todo este cais é um mundo / Todo este cais é um mundo

Donde não quero fugir

À beira do cais, quem me vê já me conhece
Sou a tal que não se esquece
Que é do mar que tu virás
À beira do cais, tenho o meu destino agora
Estou sempre à espera da hora
Em que um dia voltarás


Há quem não ache acertado / Mas a mim, pouco me interessa
Que não é por vir aqui / Que tu voltas mais depressa

Mas ficou-me este costume / Que até hoje não perdi
Junto ao mar, eu acredito / Junto ao mar, eu acredito
Que estou mais perto de ti