- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.530 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Aquela velha mulher da Mouraria

João Ferreira Rosa / Casimiro Ramos *fado alberto*
Repertório de João Braga 

Aquela velha mulher da Mouraria
Que triste, pede esmola e canta o fado
Baixinho sem saber quanto me feria
Ouvi-la ter saudades do passado

É tão mais triste o fado dessa gente
Que a miséria da vida conheceu
Tratei-a por senhora, reverente
Em frente à dor do fado que é o seu

Estas visões das ruas de Lisboa
Que é tão bela, é tão pobre e foi tão nobre
Que tem uma canção que nos magoa
E toda uma saudade que não morre

É triste por te amar ter de sofrer
A tristeza que sinto por te olhar
Lisboa minha terra por esquecer
E que um dia, de novo, há-de acordar