- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Recordação

Rafael Mota / Alberto Costa
Repertório de Maria Teresa de Noronha

Tive uma guitarra um dia
Guitarra que eu tanto amava
Porque ela sempre gemia
Nas horas em que eu cantava

Nesse tempo tão amado / Eu cantava noite e dia
Por gostar muito do fado /
Tive uma guitarra um dia

E assim, dessa maneira / Nunca dela me afastava
Era a minha companheira /
Guitarra que eu tanto amava

Ás vezes queria mostrar / Que a trisreza não sentia
Mas não podia cantar /
Porque ela sempre gemia

Mas no dia em que a perdi / A saudade me ficava
Porque nunca mais a vi / Nas horas em que eu cantava