As 5.205 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores !!!
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
<> POR FAVOR, alerte-me para qualquer erro que encontre <>
<> Ninguém sabe tudo, ninguém ignora tudo, só todos juntos sabemos alguma coisa <> PAULO FREIRE
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
* Por motivos alheios à minha vontade, o motor de busca nem sempre responde satisfatóriamente *

* A seleção alfabética é da responsabilidade da blogspot !!!
* Caso necessite de ajuda envie a sua mensagem para: fadopoesia@gmail.com *
----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Tango

Vasco Graça Moura / Mário Laginha
Repertório de Cristina Branco

Deixa-me enlaçar-te quando a noite cai
Quando os nossos passos cruzam o destino
Quando em toda a parte de entre as sombras sai
Em soluços baços, chôro repentino

Pobre coração, tinto de amargura
No vaivém mais triste, já foste e vieste
Se na escuridão tanta luz impura
Noutros olhos viste, porque o não disseste?

Ah desesperado, quanta hora perdida
Foge a todo o pano, hoje em meu redor
Tango incendiado pela minha vida
Voz que em mim engano, mas que sei de cor

Luar entre os ramos, aço de um punhal
Noite perfumada de cruéis lampejos
Corpos que enlaçamos, nossa hora fatal
Alma entrecortada de adeus e desejos

Pobre coração, tinto de amargura
No tango mais triste, já foste e vieste
Se na escuridão tanta luz impura
Noutros olhos viste, porque o não disseste?