- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Corpo iluminado

David Mourão Fereira / Custódio Castelo
Repertório de Cristina Branco

De que túnel, de que árvore
De que tero de remorso
De que rasura do vento;
De que núpcias de que mármore
De que frestas, de que pórtico
Saíste neste momento

Para que praia, que porto
Que fugitiva garupa / Que torre desconhecida
Que mãos, que braço, que rosto
Que tempestade difusa / Te encontras já de partida

Não és de nenhum sossego
Vives no guma do ser / Nas fronteiras do devir
E assim me tornas eu mesma
Entre nascer e morrer / Entre chegar e partir