- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A cor do riso

José Fernandes Castro / Francisco Seabra
Repertório de Carlos Leite


Nem sempre um homem ri de felicidade
Nem sempre um homem chora de tristeza
Por vezes a ironia da verdade
Mistura sentimentos de nobreza

Há lendas consagradas na história
Descritas com o máximo rigor
Que falam dos que riem sem glória
E daqueles que choram por amor

Chorar, pode ser fruto natural
Do bem que vai ardendo alegremente
Sorrir, pode por vezes ser sinal
Do mal, que nos tortura amargamente

Portanto é importante disfarçar
O fogo que nos vai atormentado
É bem melhor sorrir do que chorar
E sabe bem cantar de quando em quando