- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Lenda da Amendoeira

Carlos Conde / Gabino Ferreira
Repertório de Gabino Ferreira

Quem passar a hora morta / P’la Rua da Amendoeira
Repare bem numa porta / Com dois degraus de soleira

P’lo postigo ou através / Da janela em gilhotina
Vê-se uma cruz e a seus pés / A luz duma lamparina

Á mesma altura
Smples discreto
Um xaile preto

Com franjas velhas;
Um retrato sem moldura

E uma lira sem cravelhas;
A casa é tão pequenina

Que não falta quem não deite
Mais uma gota de azeite

No copo da lamparina

Diz a lenda e toda agente / Que a guitarra, certo dia
Fez um fidalgo valente / Ajoelhar na Mouraria

E o retrato que em verdade / Ninguém sabe de quem é
Não é mais do que a saudade / Que se sente e não se vê