- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.525 LETRAS PUBLICADAS <> 2.572.800 VISITAS < > SETEMBRO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Fado ao mar

Letra e música de Maria de Lurdes Gandaio
Repertório da autora


Dentro de mim
Trago mil lendas de sereias
Dos pescadores, dos seus amores
Das marés cheias
Trago a tormenta
Trago a bonança, trago o luar
Que em mim se espelha
Quando eu canto um fado ao mar

Fado ao mar
Canto sempre um fado ao mar
P'ra que assim possa chorar
As mágoas sem ninguém ver
Fado ao mar
Dedico este fado ao mar
P'ra minh´alma aliviar
E na areia adormecer

Se o mar me dá
A maresia que me acalma
Dá me também
Toda a tormenta que enche a alma
Lanço-lhe as redes
De sentimentos que guardo em mim
E a inspiração
Cresce na voz que canta assim