- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.515 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

A estação das cerejas

João Monge / João Maria dos Anjos *fado joão maria dos anjos*
Repertório de Aldina Duarte

Eu hei-de ser das cerejas
Da vertigem dos cardumes
Do mistério dos pardais;
Hei-de ser o que tu sejas
Aquilo a que te resumes
As orações naturais

Eu hei-se ser vento norte
Rir-me na cara da morte / A dança do colibri
Mas hei-de ser do meu peito
Desta dôr com que me deito / Só porque me dói de ti

Eu hei-de ser das cerejas
Do luar na primavera / Labirinto do prazer
Hei-de ser o que desejas
Que por ti sabes que espera / Enquanto a lua quiser

Eu hei-de nascer do nada
Como a papoila encarnada / Que nada fez por nascer
Hei-de nascer tua amada
Sem uma razão nem nada / Mas só porque tem de ser