- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.590 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Eu nasci amanhã

Artur Ribeiro / Joaquim Campos *fado alexandrino*
Repertório de Beatriz da Conceição

Eu nasci amanhã, no meio desta gente
Toda nascida ontem, ou quando muito, agora
Eu nasci amanhã, num mundo irreverente
Por isso não entendo, a gente que cá mora

Eu nasci amanhã n
um mundo sem fronteiras
Onde cada poeta s
ó canta o que lhe apraz
Eu nasci amanhã o
nde não há trincheiras
Onde não fazem guerras i
mpondo a sua paz

Eu nasci amanhã, num mundo imaginado
Sem pobres a morar em zona demarcada
E neste mundo, hoje, triste e acomodado
Quem não nascer no tempo, não tem direito a nada