- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.500 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

Amor é rosa brava

Fernanda de Castro / Elvira de Freitas
Repertório de Ada de Castro

Amor é rosa brava / Que cheira bem, mas magoa
Se queres trazê-la ao peito / Cuidado... não a colhas à toa
Se queres trazê-la ao peito
Não podes colhê-la à toa

Eu sei amor, tens pena / Mas lembra-te à despedida
Se é grande o amor, às vezes / É bem maior, bem mais longa a vida
Se é grande o amor, às vezes
Muito maior é a vida

Desculpa, mas não dou esmola / A quem mendiga na estrada
É bem mais digna de pena / Toda a pobreza envergonhada
É bem mais digna de pena
A pobreza envergonhada

Há no meu peito um relógio / Que bate, bate sem dó
Mas que me faz companhia / Quando estou triste, quando estou só
Mas que me faz companhia
Quando me sinto mais só