- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
Canal de JOSÉ FERNANDES CASTRO em parceria com RÁDIO MIRA

RÁDIO apadrinhada pelo mestre *RODRIGO*

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
AS LETRAS PUBLICADAS REFEREM A FONTE DE EXTRAÇÃO, OU SEJA: NEM SEMPRE SÃO MENCIONADOS OS LEGÍTIMOS CRIADORES
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
ATINGIDO ESTE VALOR // QUE ME FAZ SENTIR HONRADO // CONTINUO, COM AMOR // A SER SERVIDOR DO FADO
POIS MESMO DESAGRADANDO // A TROIANOS MALDIZENTES // OS GREGOS VÃO APOIANDO // E VÃO FICANDO CONTENTES
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
6.515 LETRAS PUBLICADAS <> 2.552.800 VISITAS < > AGOSTO 2022
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Bem-vindo

Cátia Oliveira / Manuel Graça Pereira
Repertório de Liliana Martins 

Bendita, meu amor, bendita
Hora em que me perdi no Tejo
Bendita, meu amor, bendita
Lisboa que trouxe o teu beijo

Bendito, meu amor, bendito
O ronco desse cacilheiro
Bendito, meu amor, bendito
Que traz em ti o mundo inteiro

E não há mal que sempre dure nem desdita
Meu bom fado, meu bom fado
E até já o meu coração se acredita
Que é amado, meu bom fado

Bem-vinda, meu amor, bem-vinda
A força viva que me invade
Não sei se vem de ti, ainda
Ou se virá desta cidade

Bem-vindo, meu amor, bem-vindo
O amor que dentro mal me cabe
Não sei se vem de ti, é lindo
Se vem do Tejo, diz quem sabe