- - - - -

- - - - -
Clique na imagem e oiça Fado
- - -
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa. Por isso aprendemos sempre
PAULO FREIRE *filósofo* 19.09.1921 / 02.05.1997
- - - - -
As 5.585 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.
- - - - -
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil.

E por vezes

David Mourão Ferreira / Custódio Castelo
Repertório de Cristina Branco

E por vezes as noites duram meses
E por vezes os meses, oceanos
E por vezes, os braços que apertamos
Nunca mais são os mesmos, nunca mais
E por vezes encontramos de nós em poucos meses
O que a noite nos fez em muitos anos

E por vezes fingimos que lembramos
E por vezes lembramos que por vezes
Ao tomarmos o gosto aos oceanos
Só o sarro das noites, não dos meses
Lá no fundo dos copos encontramos

E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes, num segundo se embolam tantos anos
E por vezes sorrimos ou choramos
E por vezes num segundo se embolam tantos anos