- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO

Rádio apadrinhada pelo mestre RODRIGO
CANAL DE JOSÉ FERNANDES CASTRO EM PARCERIA COM A RÁDIO MIRA

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - -

Loading ...

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* As letras publicadas referem a fonte de extração, ou seja: nem sempre são mencionados os legítimos criadores *

<> 6.305 LETRAS <> 2.180.000 VISITAS <> JUNHO DE 2021 <>

* ATINGIDO ESTE VALOR /*/ QUE ME FAZ SENTIR HONRADO /*/ CONTINUO, COM AMOR /*/ A SER SERVIDOR DO FADO *

* POIS MESMO DESAGRADANDO /*/ A *TROIANOS* MALDIZENTES /*/ OS "GREGOS VÃO APOIANDO /*/ E VÃO FICANDO CONTENTES *

* NÃO ENCONTRA O FADO PREFERIDO? /*/ ENVIE, POR FAVOR, O SEU PEDIDO * fadopoesia@gmail.com

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

* NASCEU ASSIM... CRESCEU ASSIM... CHAMA-SE FADO // Vasco Graça Moura // Porto 03.01.1942 // Lisboa 27.04.2014 *

---------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

A moda do yó yó

Letra e musica de Nel Garcia
Repertório de Zé Carvalho


Chegou a moda de jogar o yó yó
Já toda a gente o joga com perfeição
Faz-se um elozinho e mete-se num dedo só
E faz-se assim e ele vem cá ter à mão


Mas minha prima pediu-me para a ensinar
Por não saber fazer de baixo p'ra cima
Isso a mim nada me deve custar
Pois para mais sendo ela minha prima


Ora toma o yó yó
E mete-o num dedo só


Era à Segunda e à Quarta e à Sexta
Que eu lhe dava esta pequena lição
Se eu fosse ao Sábado era uma lição extra
Só para ela jogar com mais perfeição


Mas certo dia, eu fiz que me vinha embora
Trouxe o yó yó e não lhe dei a lição
Depois fui lá, passado mais que uma hora

Olha!... fui dar com ela com outro yó yó na mão