<> Canal de rádio criado em homenagem a RODRIGO <>
Clique na imagem e oiça Fados

<> <> <>
As 5.850 letras publicadas referem a fonte de extração, o que nem sempre quer dizer que os artistas mencionados sejam os seus criadores.

<> <> <>
Ninguém ignora tudo, ninguém sabe tudo. Todos nós sabemos alguma coisa, todos nós ignoramos alguma coisa.
Paulo Freire *filósofo* 1921 <> 1997

<> <> <>
Use o motor de busca *barra de links* para pesquisa rápida e fácil <> Em caso de dificuldade não hesite em contactar <> fadopoesia@gmail.com

O amor é louco

Letra e musica de João Dias Nobre
Repertório de Carlos Ramos

Nunca vem se alguém o chama
P’ra surgir nada é preciso
O amor tem tão má fama
Que diz, quem ama, não tem juízo

Podem de tudo o acusar
Que ao amor, nada lhe importa
Não se faz anunciar
E para entrar não bate à porta

O amor é louco, não façam pouco desta loucura
Talvez quem ria, fique algum dia louco e sem cura
Só quem não sente fala da gente, já percebi
Que vão falando, também eu ando louco por ti

O amor é insensato
Nunca vi tonto maior
Vive sempre em desacato
E se o maltrato ainda é pior

Anda por aí à toa
Liga a todos e a ninguém
Ora amua, ora perdoa
E até magoa quem lhe quer bem